quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Dia 01 - Belo Horizonte
Visita ao Mercado Central, muito doce de leite e goiabada cascão para comprar. Almoçamos no lotado Casa Cheia. Uma delícia. Típica comida de boteco mineira e por um preço muito bom. Pedimos a Almondega Exótica e o Feijão Mexicano, que junto com a bebida (sempre refri) deu 70,00. O atendimento e rápido e eficiente, mas não espere por agradinhos: aqui é bater e correr.
À noite comemos no Deli Handmade e pegamos o baita hamburguer gourmet deles: Bourbon (pão tradicional, carne blend Angus, muçarela especial, cheddar, cebola bourbon, ovo frito, bacon, molho BBQ.) delícia né? E 34,00, ainda tinha uma batata doce frita em forma de chips com um sal temperado com alecrim e outro com lemon something else. O atendimento perfeito, atenciosos, rápidos, gentis.

Dia 02 - Belo Horizonte
Circuito Praça da Liberdade
Palácio da Liberdade com visitas guiadas temporariamente canceladas, uma pena gostaria de ter visto por dentro.
Centro Cultural Banco do Brasil- Exposição de Nuno Ramos, fiquei embasbacada com a obra desse cara. Muita coisa surreal, no pátio ele criou um órgão feito com metais, canos e uma parafernália que não sei explicar, deu pra ficar no café ouvindo aquilo por um bom tempo. Mas a instalação dele que mais gostei foi a do "No Sé". Uma "cadeira-aparelho" faz muitas perguntas, todas sem resposta dos assuntos mais variados possíveis. Adorei!
Café com Letras (dentro do CCBB), vale a parada para um café e pão de queijo (sensacional) ao som de jazz.
Museu das Minas e do Metal: Exposições de metal
Memorial Minas Gerais Vale: Exposições de Carlos Drummond, Guimarães, Salgado
Jogos interativos
Almoçamos no Dona Lucinha da Rua Sergipe. O buffet livre por pessoa saiu por R$ 59,90. Comida típica mineira. Vale cada centavo. Provamos de tudo um pouco e os doces então? Uma delícia!

Ibis Style Minascentro

Segue o padrão Ibis. O que achei do Style? Realmente mais style, A decoração é demais, muito cara de hostel europeu. O café da manhã e  a wi-fi de ótima qualidade estão inclusos. O que não gostei, no nosso quarto em particular, foi da cama mega barulhenta (embora confortável como poucas) e a pia entupida. Olha que ultimamente todos hotéis que vou isso acontece. O que esse povo larga na pia? E sem toalhas de rosto. Uma coisa a menos desnecessária, na minha opinião. Sempre limpíssimo (que pra mim conta mais pontos que qualquer coisa). Café da manhã simples, mas bem feitinho. Trouxeram na mesa pães de queijo feitos na hora.

Dia 03 – Belo Horizonte
Feira Hippie – até 14:00 na Av. Afonso Pena entre as ruas da Bahia e Guajajaras
  Casa do Baile (Niemeyer) -  Av. Otacílio Negrão de Lima, 751
  Igreja de São Francisco de Assis  (Niemeyer) - Avenida Otacílio Negrão de Lima, 3000
Almoço no L'Entrecôte



Dia 04 - Ouro Preto
Check out Ibis
Saída em direção a Ouro Preto pela BR040, parada no hotel e seguimos em direção a Mariana para visitar as Minas de Passagem.

Hospedagem: Pousada Solar da Opera.













Dia 05- Ouro Preto

Visitação às igrejas:

           Igreja de São Francisco de Assis : 8h30 às 11h45 e das 13h30 às 17h (recomenda visita guiada)- em torno de 1 hora cada, vistia entre 25 e 30 por pessoa.
      Matriz de N.Sra do Pillar: 9h às 10h45 e das 12h às 16h45 (recomenda visita guiada)
            Igreja do Carmo:  Brigadeiro Musqueira, aberta das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h e Museu do Oratório (atrás da Igreja)
           Nossa Sr. Rosário dos Pretos- de escravos, Matriz N. Sra. Da Conceição


             Almoço/Jantar:
Casa do Ouvidor e  O Passo* (pizza e outros, preço razoável, muito agradável o lugar ),


Dia 06 e 07 - Inhotim














Chegada ao hotel Ville de Montagne, em Brumadinho (5 min de distância de Inhotim)
*      Instituto Inhotim

Dia 01: circuito rosa e amarelo
Dia 02: circuito laranja
Almoçar no complexo, restaurante Oiticica, próximo ponto A12 do circuito Rosa

Café do Teatro,  A17 do circuito


Dia 08 e 09 - Tiradentes

Pousada Villa Saint Joseph.
Visita aos principais pontos turísticos.


Sinceramente? Fiquei com preguiça de escrever sobre Minas. O que mais gostei? Ouro Preto e o Inhotim.

Todos os locais que menciono aqui, fiz review no Trip Advisor, se alguém quiser ler minhas impressões só checar no meu perfil lá.


terça-feira, 8 de março de 2016

Maragogi e parte da Rota Ecológica


Bom, essa viagem foi idealizada para descanso, ficar em Maragogi já evidencia isso. É uma praia tranquila, sem muitas opções de lazer, do que fazer à noite ou até mesmo de restaurantes. Mas esse era o objetivo. No meio da preparação para a viagem descobrimos a Rota Ecológica, mas como o clima todo era de descanso, fizemos somente algumas praias dela. Segue nosso roteiro e as informações que achamos úteis.


Dia 1 - 20/02/2016 - Recife


Chegada em Recife programada para 22:00. Pernoite no Ibis Aeroporto, 112,00 a diária. Tudo certinho, padrão Ibis de sempre. Opção de comer alguma coisinha por lá mesmo. O transfer para Maragogi custaria quase o mesmo que o aluguel do carro para uma semana, escolhemos o aluguel e dormir em Recife para seguir viagem cedo e com calma. 

Dia 2 - 21/02/2016 - Porto de Galinhas e chegada à Maragogi

Saímos de Recife bem cedinho pela manhã e alugamos o carro na Locadora Sucesso, um Fox 2015, toda frota novinha, carro bom, sem problema algum. Valor do aluguel: R$ 474 por 6 dias + R$ 30 da limpeza do carro.

Pit Stop em Porto de Galinhas em direção a Maragogi.


Well, Porto de Galinhas já era lotado há seis anos atrás quando visitei pela primeira vez,  continua e aumentado pelo visto. Uma pena, eu particularmente não ficaria ali no centrinho, pra mim, a melhor praia é a Praia do Cupê, aliás saindo dali qualquer lugar mais ao norte se fica muito bem. Passamos o dia passeando.

Almoçamos no Peixe na Telha. Já conhecia, valeu o repeteco. Minha review deles no Trip Advisor.

Dia 3 - 22/02/2016 - Burgalhau, Ponta do Mangue e Peroba

Ficamos em Maragogi, especificamente na Praia do Burgalhau. Sempre acho que a praia principal nunca é a melhor pra ficar, se afastando um pouco é possível encontrar pérolas. E a praia do Burgalhau é linda. Ficamos no Hotel Praia Dourada, diária: 498,00. Não gostei e não voltaria. Meu review do hotel aqui.

Praia do Burgalhau
Almoçamos nesse primeiro dia no Restaurante Burgalhau. Bem pertinho, 10 minutos caminhando, mas eles te pegam e levam de buggy, se precisar. Review do Burgalhau.


À tarde fomos à Ponta do Mangue, mais uma praia ao norte, lindíssima. Mar quente, calmo e daquela cor caribenha. Uma das mais bonitas. Fica há poucos minutos de Maragogi.

Ponta do Mangue
Nesse dia visitamos Peroba, uma praia pequena, uns minutinhos depois da Ponta do Mangue, bonita também, mas não fez meu coração bater mais forte.

Dia 4 - 23/02/2016 - Praia do Patacho

Nesse dia resolvemos fazer a parte sul, gostaríamos de fazer toda a rota ecológica, mas escolhemos apenas uma praia: Patacho. Saímos de Maragogi em direção a Japaratinga, mas para desviarmos da balsa, fomos até Porto Calvo. A ideia era não enfrentar fila ou demoras que no fim não valessem a pena os kms a menos. O problema foi que o Google Maps orienta a entrar em Porto Calvo, sendo que na verdade, se você seguir um pouco mais adiante, verá um acesso direto para a AL 460, conforme figura abaixo. Detalhe que essa estrada em vermelho é bem recente e não existe no Google Maps e nem no GPS que utilizamos.



A praia é muito bonita, infelizmente sem sol no dia que fomos.
Gostaria de ficar ali hospedada em uma próxima e a partir daí explorar a Rota Ecológica.

Praia do Patacho
Almoçamos no Cocoloko, lugar incrível!! O restaurante pertence a Pousada do Patacho. Só almoçamos, mas eles oferecem o esquema de Day-Use, se paga uma taxa e se usufrui a estrutura pelo dia todo. Meu review do Cokoloko no Tripadvisor.

Cokoloko
Cokoloko

Dia 5 - 24/02/2016 - Japaratinga e São Bento

Nesse dia visitamos Japaratinga, mais ao sul, mas que não pertence a Maragogi. Totalmente deserta nesse trecho que visitamos, outra praia que merece ser explorada novamente.

Japaratinga
Pra encerrar o dia demos uma caminhada em São Bento, a praia mais ao sul de Maragogi.

São Bento
Dia 6 - 25/02/2016 - Praia dos Carneiros

Bom, Carneiros fica um pouco mais longe, mas as estradas estão ótimas e o novo acesso (visitei há 6 anos e precisei entrar em Tamandaré) torna tudo muito simples. A dica toda peguei no blog Tempere sua Viagem.
Carneiros não adianta, é uma praia de fazer perder o fôlego, achei que voltando lá não sentiria a mesma coisa da primeira vez, mas é impossível!! A praia é lindíssima e aquela coisa de maré baixa/maré alta é uma coisa mágica. Sonho de lugar.

Praia dos Carneiros
Quando fui da outra vez passei o dia no Bora Bora, mas achei horrível dessa vez, lotadíssimo, cheio de vende isso, vende aquilo, mas seguindo a dica do blog passei o dia no Restaurante Beijupirá, que é simplesmente o oposto do Bora Bora. Adorei. Comida, clima, atendimento. Tudo! Fiz o review do Beijupirá também no Tripadvisor. 

Comemos o Beijucastanha que era filé de peixe grelhado coberto com castanhas, arroz de espinafre e batatas flambadas e o Camarão de Carneiros, que era arroz com goiabada e bacon e camarão ao molho de gorgonzola.

Aqui nossas delícias:

Beijucastanha
Camarão de Carneiros











Ao fim do dia fomos conhecer a Praia de Antunes, já chegando em Maragogi, Outra praia muito bonita. 

Dia 7 - 26/02/2016 - Barra Grande

Barra Grande

Nesse dia fomos mais ao norte, numa praia há uns 10 minutos da nossa e sem dúvida, pra mim, a mais bonita dos arredores de Maragogi. Anota aí: Barra Grande! Quase deserta, a água de uma cor indescritível e quente. Parece realmente uma praia do Caribe. O segredo, segundo o Viaje na Viagem, é não entrar na entrada principal, mas passando o motel Êxtase à esquerda, na segunda entrada à direita, junto à pousada  Costeira da Barra.

O paraíso é aqui!


Almoçamos no hotel e nos despedimos de Maragogi.

Dia 8 - 27/02/2016 - Saída de Maragogi

Saímos de Maragogi às 05:20 para devolução do carro, sendo que o voo era às 08:50. Deu tempo suficiente de fazer tudo e chegar em Recife com folga.

Até a próxima. Minas Gerais que nos aguarde!

Distâncias

Destino
Distância
Tempo estimado
Recife/Porto de Galinhas
49 km
50 min
Porto de Galinhas/Maragogi
82 km
1h 30 min
Japaratinga/Porto de Pedras- desvio
43 km
50 min
Porto de Pedras/ Barra de Camaragibe
23 km
35 min
Maragogi (Burgalhau)/ Ponta do Mangue
11 km
15 min
Maragogi (Burgalhau)/ Praia dos Carneiros
50 km
60 min